MARACATU NAÇÃO FORTALEZA
CORTEJO
2017

MARACATU NAÇÃO FORTALEZA / CARNAVAL 2017

Tema: SALVE MÃE PEQUENA JENIPAPO-KANINDÉ

Autor: Calé Alencar

O Maracatu Nação Fortaleza, após homenagear a rainha africana Ginga N’Bandi, em seu desfile inaugural, no ano de 2005; a revolucionária Bárbara de Alencar, em 2010, por ocasião de seus 150 anos de nascimento; e a guerreira negra Dandara dos Palmares, em 2016, oportunizando a reflexão sobre a invisibilidade de personagens negras de relevo na história das lutas sociais; apresenta em 2017 o tema Salve Mãe Pequena Jenipapo-Kanindé, com o objetivo de homenagear a cidadã cearense Maria de Lourdes da Conceição Alves, conhecida como cacique Pequena, personagem de grande importância da nossa história atual, notável liderança das tribos nativas do Ceará, Mestra da Cultura, Mestra de Notório Saber e primeira mulher da qual se tem registro a liderar uma aldeia indígena em terras alencarinas.

Nascida no Riacho Seco do Marisco, em Aquiraz, no dia 25 de março de 1945, a cacique Pequena vem sendo acompanhada com grande interesse por um expressivo número de estudiosos e defensores dos direitos humanos, sobretudo no que se relaciona aos direitos dos povos indígenas, dada a sua presença de força e referência no cotidiano dos povos nativos e na luta permanente pelos direitos de seu povo, através de sua participação em encontros, seminários, congressos e outros eventos reunindo representações indígenas do Ceará e do restante do Brasil. Responsável pelo comando de sua aldeia, encravada na região da Lagoa da Encantada, cacique Pequena tornou-se líder de seu povo no dia 6 de março de 1995, destacando-se por meio de sua efetiva participação junto a outras lideranças, compartilhando saberes nas áreas das artes, da culinária e da pajelança. Guardiã da cultura ancestral dos sertões cearenses, a cacique Pequena recebeu em 2016 o Título de Notório Saber, concedido pela Universidade Estadual do Ceará, em convênio com a Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, dada a condição de Mestra da Cultura, reconhecimento obtido por meio do programa de ações culturais da Secult.

O Maracatu Nação Fortaleza tem como premissa a apresentação de temas homenageando personagens e fatos de relevada importância na história do Brasil e de outros povos, seja no aspecto cultural, social, artístico ou político. Ao eleger o tema em homenagem à cacique Pequena, com o intuito de acrescentar um olhar respeitoso e de gratidão à trajetória de uma das mais dignas representantes dos povos indígenas da nossa terra, o Maracatu Nação Fortaleza pretende trazer à tona uma discussão para além do território ocupado pelo povo Jenipapo-Kanindé, seja na aldeia comandada pela cacique Pequena, seja em outras aldeias espalhadas pelo território cearense, incluindo na pauta cotidiana a demarcação das terras indígenas e o mais profundo respeito às nossas ancestralidades.